Resistores

Resistores

resistores
 Em qualquer placa ou circuito eletrônico, o resistor provavelmente  será o componente eletrônico mais abundante que você encontrará, portanto  o mais conhecido de todos. Para compreender a eletrônica, é primordial conhecer o o funcionamento do resistor, pois assim, juntamente você aprenderá diversas leis da física relacionadas a eletricidade.

O que é um Resistor?

resistores
 Resistor é um componente eletrônico que limita a corrente elétrica, dissipando-a na forma de calor e a esse fenômeno denominamos efeito Joule. Portanto sua utilização se dá quando precisa-se limitar a corrente que passa em um circuito.
Por exemplo, um LED de 20mA, jamais poderá ser ligado a uma fonte de energia com 1A, pois ele não suportará essa corrente e queimará. Por isso devemos utilizar um resistor, para limitar a corrente em demasia fazendo com que o LED possa ser ligado com segurança.
Para calcular o valor exato de um resistor adequado para um determinado circuito, utiliza-se a Lei de Ohm.

O que é a Lei de Ohm?

ohm
 Gregor Simon Ohm, foi um físico e matemático alemão que descobriu as relações matemáticas existentes envolvendo dimensão de condutores e grandezas das correntes elétricas, e formulou o que hoje chamamos Lei de Ohm.
Neste artigo falaremos apenas da primeira Lei de Ohm, pois é a mais básica e ao mesmo tempo a mais importante para quem está ingressando agora no ramo da eletrônica
A primeira Lei de Ohm nos diz que uma corrente elétrica é proporcional a diferença de tensão nos terminais dos condutores. Essa característica só é verdadeira quando temos um condutor ôhmico, ou seja, um condutor que mantêm sua resistência contante quando mantido a temperaturas constantes, e como há variação de temperatura com a dissipação da energia na forma de calor, isso não acontece na prática.
A resistência é representada pela seguinte fórmula:
formula resistencia
 Sendo que:
  • R = Resistência Elétrica em Ohms 
  • V = Tensão Elétrica em Volts        
  • I = Corrente Elétrica em Amperes
Para facilitar seus cálculos, acesse nossa Calculadora da Lei de Ohm.
 
 
Veja abaixo um esquema elétrico bem simples mostrando quem são as variáveis:
lei de ohm

Leitura dos valores dos Resistores

 Os resistores mais comuns, possuem faixas coloridas em seu corpo, e essas faixas indicam o valor resistivo que o resistor possui. Pode parecer complicado a leitura destes valores, porém é muito simples. Veja abaixo a imagem de um resistor e como ler as faixas:

tabela cores resistor
 Como mostrado na tabela acima, em um resistor de 4 faixas, deve-se ler primeiramente as duas primeiras faixas, depois pegue o valor corresponte e multiplique pelo valor da terceira faixa. A quarta faixa é da tolerância, que seria como se fosse uma “margem de erro”. Já em um resitor de 5 faixas, é basicamente a mesma coisa, mas ao invés de ler as duas primeiras faixas, deve-se ler as três primeiras, multiplicar pela quarta faixa e a tolerância é a quinta faixa.
 Achou complicado fazer a leitura? Não se desespere, pois disponibilizamos uma calculadora para estes códigos, onde você deve apenas selecionar se o resistor é de 4 ou 5 faixas (4 é o padrão) e ir clicando na tabela nas cores correspondentes do resistor, é muito fácil de usar. Para acessar nossa calculadora clique aqui.

Resistor Variável

Vamos falar um pouco sobre resistor variável, que nada mais é do que um resitor que pode ser ajustado, dentro de sua capacidade, para um valor desejado. Existem vários tipos de resistores variáveis, e a partir de agora veremos alguns exemplos:

Potenciômetro

 O potenciômetro é utilizado quando precisamos ajustar uma resistência constantemente e com facilidade. Um excelente exemplo é o “botão” do volume de um rádio, que é posicionado externamente e qualquer um pode ajustar sua resistência a qualquer momento.
potenciometro

 Um potenciômetro possui três terminais, um par externo (terminais “início e fim”) que se conectam com os lados opostos de um elemento resistivo interno, chamado de trilha ou pista. O terceiro terminal, ou terminal central, se conecta internamente com o que chamamos de cursor, que fica em contato com a pista e pode ser movido de um extremo ao outro da pista, por meio da rotação de um eixo. Veja a figura a baixo:

potenciometro

Trimpots

 Os trimpots são literalmente potenciômetros em miniaturas, com o seu funcionamento básico idêntico, mudando apenas o formato e a forma de ajustar. Normalmente, ele fica posicionado internamente, onde os usuários dos aparelhos não tem acesso, pois para seu ajuste necessita-se de conhecimentos técnicos um pouco mais avançados. Eles são comuns em circuitos de precisão, como  aparelhos de áudio e vídeo e podem precisar de ajustes quando o aparelho passa por alguma manutenção.

trimpot

Reostato

 O reostato tem basicamente a mesma função do potenciômetro, porém sua construção é bem diferente. Normalmente usa-se apenas 2 terminais, sendo o central e um das extremidades.

reostato

 O reostato é feito de um fio de cobre enrolado e sobre ele existe a movimentação de um cursor, e assim como no potenciômetro é feito a partir de um botão. Entretanto, existem dois tipos de reostato: o reostato com variação de  resistência contínua e o reostato de variação de resistência descontínua (reostato de pontos).

tipos reostato

Varistor

 Varistor é um tipo especial que tem dois valores de resistência muito diferentes, um valor muito alto para baixas voltagens e um valor baixo se submeti a altas voltagens (acima da voltagem específica do varistor). É comumente usado em proteção conta curtos-circuitos ou em pára-raios nos poste de rua, entre outras aplicações. 

varistor

Termistor

 São resistências que variam o seu valor de acordo com a temperatura que estão submetidos. Portanto é muito usado na construção de sensores de temperatura e termômetros eletrônicos.

termistor

LDR (Light Dependent Resistor)

 LDR ou resistor dependente de luz, é uma resistência que varia de acordo com a luminosidade que incide sobre o mesmo. A relação é inversa, quanto mais luminosidade, menor a resistência, quanto menos luminosidade, maior a resistência. Largamente utilizados em sensores de luminosidade.

ldr

Você quer aprender eletrônica?

Que tal aprender eletrônica com o melhor e mais completo Curso de Eletrônica do Brasil?

São mais de 160 aulas e mais de 50 horas de conteúdo de extrema qualidade. Você aprende do básico até o mais avançado, e ainda adquire conhecimentos de diversos tipos de circuitos e como executar manutenções em placas eletrônicas. No final do curso, você receberá um certificado de conclusão que fará de você além de um profissional qualificado, um profissional reconhecido tanto pelos clientes quanto no mercado de trabalho

curso de eletronica